Paul McCartney quer de volta a propriedade das canções dos Beatles

Michael Jackson em 1985 comprou o catálogo de canções dos Beatles e agora o músico dos Beatles exige o direito a reclamá-los de volta.

O músico dos Beatles apresentou um processo contra a Sony/ATV, pedindo ao tribunal para recomeçar a receber direitos de autor sobre as canções dos Beatles já no próximo ano.

Love Me Do, I Want to Hold Your Hand, All You Need is Love, escritos em parceria com John Lennon nos anos 60 e 70, estão entre os 267 temas que Paul McCartney reclama.

O músico dos Beatles apoia-se numa lei norte-americana que dá aos autores, ou criadores, o direito de reclamarem a propriedade dos seus trabalhos de editoras após um determinado período de tempo. A lei é de 1976 e tem sido usada nos últimos anos para que músicos e autores de canções recuperem controlo sobre o seu trabalho passado.

Os primeiros passos de McCartney para recuperar algumas das mais famosas canções do quarteto de Liverpool foram dados nos últimos nove anos até chegar ao processo judicial entregue ontem no tribunal de Manhattan, em Nova Iorque.

Paul McCartney, 74 anos, alega que não violaria nenhum contrato ao exercer os seus direitos de autor sobre estas canções, ao abrigo deste diploma a que os norte-americanos chama Copyright Termination.

A Sony/ATV, reagiu em comunicado dizendo que tem “o maior respeito por Sir Paul McCartney” e que trabalhou de perto com o músico e com os herdeiros de John Lennon, mas considera o processo “desnecessário e prematuro.”

Esta lei, de 1976, permitiu, por exemplo, que Prince, ao recuperar direitos sobre músicas dos primeiros álbuns, renegociasse o contrato com a Warner.

O catálogo dos Beatles, o mais valioso do mundo da música, segundo o jornal New York Times, foi comprado em 1985 por Michael Jackson e desde então Paul McCartney tem querido recuperar o controlo sobre estas quase 300 canções.

Dez anos depois de o ter comprado, Michael Jackson formou a Sony/ATV.

Há um ano, a parcela que correspondia ao músico, falecido em 2009, foi adquirida por 750 milhões de dólares pela Sony/ ATV. Este pacote de canções inclui música de outros autores. Entre elas está New, York, New York. (DN)

Deixe uma resposta